Como se tornar um profissional de TI destacado em apenas 4 passos!

Como se tornar um profissional de TI destacado em apenas 4 passos!

O mercado de TI é o que mais cresce ano após ano. Várias vagas de emprego e oportunidades são publicadas o tempo todo. E com todas essas oportunidades, a tendência é ter uma grande concorrência para ocupar esses cargos que estão em abertos. Para quem já está na área, ou para aqueles que estão se formando nas faculdades, deixamos aqui algumas dicas para se destacarem entre os demais.

PASSO 1: DEFINIR UMA ÁREA DE ATUAÇÃO

O primeiro passo é saber em qual área você vai atuar. Como disse, a área de TI é a que mais cresce. Isso se dá por conta de uma grande quantidade de setores que engloba esta vasta área de tecnologia. Se você se interessa por infraestrutura deve escolher o segmento desta área o qual deseja se dedicar. Entre os diversos segmentos citamos:

  • Profissional FCP: Esse profissional é responsável por oferecer solução em instalação de redes de cabeamento estruturado, e obviamente deve conhecer bem as normas de instalação como TIA/EIA, ISO e ABNT.
  • Analista de suporte: Responsável por prestar um suporte diretamente para o usuário final. O analista de suporte deve dominar bem a manutenção na parte de hardware, instalação e configuração de software e dar suporte a aplicação existente no ambiente.
  • Administrador de redes: Já é um profissional mais maduro, domina muito bem a parte de rede e serviços relacionados, como; Backup, Firewall, DNS, VPN, Banco de Dados etc. Geralmente esse profissional se inclina para um tipo específico de sistema operacional (Uma distribuição Linux ou Windows), mas é de extrema importância que administradores desse nível de conhecimento tenham domínio a ambientes híbridos!
  • Analista de banco de dados: Essa área nos dias de hoje está bem segmentada. Existem analistas DBA focados só em SQL, uns responsáveis pela administração do Banco de dados, já outros voltados à segurança e recuperação de desastres. Este Profissional deve escolher a área de atuação e em qual o tipo de banco de dados irá se especializar.

Em fim, são muitas as áreas de atuação dentro da tecnologia da informação. E aqui abordamos somente a parte de infraestrutura. Por isso a importância de você definir a sua área de atuação.

PASSO 2: TER GRADUAÇÃO

O segundo passo para quem quer se ingressar na área de TI é ter uma boa formação. Seja ela cursando um bacharelado na área ou um curso de tecnólogo. Geralmente as empresas buscam profissionais com graduação ou que esteja cursando os últimos períodos. Para quem procura um curso de menor duração, sem perder a qualidade de ensino, pode optar por fazer um curso de tecnólogo que também é reconhecido como graduação. A vantagem destes cursos é que envolvem conteúdos mais específicos para a área escolhida e privilegia mais a prática de mercado do que os cursos convencionais. Então, estima-se que o profissional com graduação tecnológica consiga desempenhar melhor a rotina técnica do dia a dia.

PASSO 3: TER CERTIFICAÇÃO OU PÓS-GRADUAÇÃO

Após a formação a maioria dos graduados cai na famosa pergunta… “E agora?”

Percebe-se então que é preciso de algo mais. Uns buscam pós-graduação na sua área, outros certificações, e ainda existem aquelas pessoas que ficam em cima do muro tentando definir o que é mais importante, uma pós-graduação ou uma certificação.

A verdade é que tanto a pós-graduação quanto a certificação são importantes para o reconhecimento profissional. Mas se você quiser ingressar de forma rápida no mercado de trabalho e com uma boa remuneração a certificação pode ser um bom atalho.

Certificações são atestados emitidos pela própria empresa desenvolvedora da solução e são reconhecidas internacionalmente. Esse certificado ratifica a sua capacidade técnica nas ferramentas desenvolvidas pelos fabricantes, tais como, Microsoft, Oracle, Redhat, Cisco, ZEND, Linux Foundation, LPI, etc.

Vamos aplicar isso na prática; Imagine que você se certificou em LPI-2, essa certificação é emitida pela LPI (Linux Professional Institute), profissionais com esse nível de certificação recebe o titulo de administrador Linux II e desempenham perfeitamente funções relacionadas ao gerenciamento do sistema operacional Linux e funções mais avançadas voltadas para serviços de redes em plataformas Linux. Agora vamos supor que você está concorrendo a uma vaga em uma empresa que usa servidores Linux.  Então você apresenta um certificado onde a própria LPI testifica a sua capacidade técnica. Sem sombra de dúvida o fato de você ter essa certificação será o diferencial no processo seletivo. Por isso a certificação tem um peso muito grande em uma contratação.

PASSO 4: ACOMPANHAR AS TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS

Um grande diferencial para o profissional de TI é acompanhar as tendências do mercado. Por exemplo; Nos últimos anos tem se falado muito sobre virtualização e cloud computing. Empresas como Redhat, Microsoft, Amazon e Oracle investiram pesado em computação em nuvem. Esse tipo de mercado busca profissionais mais diversificados, desprendidos de quaisquer resistências a novas tendências, plataformas ou conhecimentos. Antigamente um profissional de infraestrutura, seja ele um Analista de Suporte ou Administrador de rede com conhecimento em SQL era um diferencial. Hoje esse tipo de conhecimento é obrigatório e já é exigido em algumas certificações. Esse é o motivo de estar sempre ligado às novas tendências. Não é muito interessante para a carreira profissional não conhecer um determinado assunto apenas por não ter afinidade com ele.

Está se desenhando um o cenário de TI que busca por profissionais mais flexíveis. Uma grande prova disso foi a Microsoft liberar a instalação do SQL server para ambientes Linux e criar uma parceria com a Redhat disponibilizando a instalação do ambiente Linux no serviço de Cloud azure. E digo mais, a inclusão de módulos Linux no kernel da Microsoft com o intuito de usar o Docker direto em seu kernel e a criação da frase “Microsoft Love Linux” prova que essa integração não terá limites. Isto era uma coisa que achávamos impossível de acontecer a pouco tempo atrás.

Toda essa flexibilidade não é algo novo para a área de TI. A tecnologia muda muito e novas tecnologias estão sempre surgindo. E acompanhar a progressão da tecnologia nos dias de hoje é algo crucial para se enquadrar com as exigências do mercado de trabalho.

Se você gostou deste artigo compartilhe com seus amigos e deixe seu comentário falando o que você acha dessas grandes tendências.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Cadastre seu email

Quero Receber Novidades, Ofertas e Vagas de empregos